Somos Humanos e não Macacos.


“somos todos macacos”

…”Não vos entregueis a esses desumanos, homens-máquina,  com mentes de aço e corações de pedra!  Não sois máquinas! Não sois gado! Homens é o que sois! …

                         Uma pequena frase do maravilhoso discurso no filme “O Grande Ditador” de:

Charlie Chaplin


Considerações iniciais:

Este discurso de Charlie Chaplin no Filme “O Grande Ditador” é considerado por muitos como um dos maiores e melhores discursos jamais proferido por nenhum homem publico neste planeta.

O Filme é uma paródia aos ditadores deste mundo que manipulam as pessoas ditando leis, regras e ordens limitando os seres humanos seus semelhantes a meros números numa planilha de dados.    Usando uma imagem assemelhada ao grande e pior de todos os ditadores conhecidos e repudiados neste planeta “Adolf Hitler”, ele tenta transmitir uma mensagem inversa àquela praticada pelo modelo repudiado e assim mostrar aos homens o caminho para um novo mundo em que todos tenham o direito de alcançar a liberdade, igualdade e plena felicidade.

No mesmo discurso ele também exalta e eleva a dignidade do ser humano, estes mesmos homens que já a tanto tempo foram manipulados como objetos pelos governantes totalitaristas e ditadores que jamais respeitaram esta qualidade nos seus súditos submissos como escravos e não como povo livre e assim os transformando como meros animais sem raciocínio, como gado conduzidos ao matadouro ou simplesmente apenas como bucha de canhão.

É neste momento que ele exalta a Democracia como a fonte da liberdade capaz de proporcionar o advento deste novo mundo, mas hoje a Democracia já anda bem desgastada com tanta imoralidade política e num meio onde deveria existir a liberdade só encontramos libertinagem e favorecimento de alguns em prejuízo dos demais, um ideal que deva ser também agora criticado e questionado já que não atingimos o objetivo proposto devemos buscar novos meios de atingi-lo.

A Liberdade nos dá esse direito, o povo não pode fugir de um ditador para cair na mão de outro manipulador “disfarçado discretamente” em nome de uma liberdade prometida a todos, porém negada à grande maioria em benefício de poucos que detém o poder econômico em suas próprias mãos.

O Novo mundo pode ser alcançado sim, mas quando não existirem mais manipuladores e sim quando existirem pessoas humanas guiadas pelo amor de seus corações e não pessoas que sejam guiadas por sistemas mecânicos que desprezam a dignidade humana.   Ser guiado por uma máquina não significa ser manipulado por um robô criado pelo homem, pois um sistema financeiro e político permanente inflexível e independente da vontade humana acaba manipulando o seu próprio criador a fazendo dele um escravo permanente.

O Homem precisa redescobrir o que é ser verdadeiramente HUMANO e não um mero animal que caminha, come, bebe, faz sexo e trabalha a vida toda em busca de uma realização pessoal que nunca alcança.

É muito sério isso, com essa campanha nacional contra o racismo em apoio à um rico jogador de futebol intitulada “Somos todos Macacos”, mostra-nos que nossos objetivos são muito pobres e nossos ideais são discutíveis, pois ao nos defender de uma acusação preferimos assumir essa acusação tornando-a algo normal e aceitável em nossas vidas, esta opinião e este tipo de ação vai contra o princípio deste discurso de Chaplin e não dignifica a pessoa humana e sim a rebaixa à condição irracional de um ser inferior, isto não trás liberdade e nem ensinamento de humanismo a ninguém, pois concordar com a acusação é o mesmo que assumir a condição de macaco e não se libertar e transformar a sociedade atual preconceituosa em uma nova sociedade igualitária e sem qualquer tipo de preconceito, discriminação ou racismo.

Contra essa campanha de hoje Charlie Chaplim certamente incluiria mais uma frase em seu grandioso discurso, que não alteraria em nada seu sentido, mas esclareceria para nós hoje que a condição de animal não é digna para um ser humano, principalmente para aquele que deseja ser verdadeiramente Humano.


“Não sois Macacos,

Homens é o que sois!…”


Sizenando, Vamos ao texto do Discurso de Charlie Chaplim:




Charlie Chaplim


Chaplin_Discurso_1


O Grande Ditador


“Sinto muito, mas não pretendo ser imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar ninguém. Gostaria de ajudar todos se possível, judeus, gentios, negros, brancos. Todos nós desejamos ajudar-nos uns aos outros. Os seres humanos são assim. Queremos viver para a felicidade do próximo e não para o seu infortúnio. Não desejamos odiar ou desprezar. 

Neste mundo há espaço para todos. A querida Terra é rica e pode prover às necessidades de todos. O caminho da vida pode ser livre e lindíssimo, porém, nós perdemos o rumo. 

A ganância envenenou as nossas almas, levantou muralhas de ódio, fez-nos chegar à miséria e ao derramamento de sangue. Desenvolvemos velocidade, mas isolámo-nos uns dos outros. A maquinaria que nos poderia dar abundância, deixou-nos na penúria. O nosso conhecimento tornou-nos cínicos e a nossa inteligência, cruéis e egoístas. Pensamos demais e sentimos de menos. 

Mais do máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que inteligência, precisamos de compaixão e gentileza. Sem estas virtudes, a vida será violenta, e tudo estará perdido. 

A aviação e o rádio aproximaram-nos. A própria natureza destas coisas apela à bondade, apela à fraternidade universal para sermos todos um. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhões em todo o mundo, milhões de homens, mulheres e crianças desesperadas, vítimas de um sistema que põe homens a torturar e encarcera inocentes. 

Aos que me ouvem, eu digo:

Não desespereis. A miséria que nos assola é simplesmente o último suspiro da ganância. A amargura de homens que temem o progresso humano. O ódio dos homens desaparecerá e os ditadores sucumbirão, e o poder que arrebataram ao povo regressará ao povo. Enquanto morrerem os homens, a liberdade nunca perecerá.

Soldados! Não vos entregueis a esses brutos! Homens que vos desprezam e escravizam, que controlam as vossas vidas! Que vos ditam o que fazer, pensar e sentir! Que vos condicionam, vos tratam como gado e se servem de vós como carne para canhão!

Não vos entregueis a esses desumanos, homens-máquina, com mentes de aço e corações de pedra! Não sois máquinas! Não sois gado! Homens é o que sois!

E levam o amor da Humanidade nas vossas almas! Só odeiam os que nunca foram amados. Os mal-amados e os desumanos. Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! (…) Vós, o povo, tendes o poder! O poder de criar máquinas, de criar felicidade! Tendes o poder de tornar esta vida livre e bela, de fazer dela uma aventura maravilhosa. Então, em nome da democracia usemos esse poder! Unamo-nos! Lutemos por um mundo novo. Um mundo decente que assegure a todos a oportunidade de trabalho, que dê futuro à juventude e segurança à velhice. Com estas promessas, os desalmados subiram ao poder. Mas eles mentem. Esses não cumprem as suas promessas, nunca cumprirão! Os ditadores libertam-se mas escravizam o povo! Lutemos agora para cumprir essas promessas! Lutemos para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, pôr termo à ganância, ao ódio e à intolerância. Lutemos por um mundo de razão. Um mundo no qual a ciência e o progresso conduzam à felicidade de todos nós. 

-Soldados! Em nome da democracia, unamo-nos!”

Charles Chaplin, in “O Grande Ditador” de 1940.




Anúncios

Sobre presentepravoce

Sou Católico Apostólico Romano e Participo da RCC a 38 anos. Meu objetivo é compartilhar experiências e ensinamentos sobre Família e relacionamento de casais na luz do Batismo no Espírito Santo, O Selo Da Nova e eterna Aliança.
Esse post foi publicado em Campanha, Descartável, Descartável & Reciclável, Foto Humor, Humanidade, Mutação, Pessoa Humana, Salve o Planeta, Uncategorized, Viver Bem e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s